Search
  • secretariaabcripto

ABCripto analisa recorde internacional alcançado pelo bitcoin, em dólares, dia 30/11

O diretor-executivo da Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto), Safiri Felix, analisa a máxima histórica alcançada pelo bitcoin no mercado internacional nesta segunda-feira 30/11/20 (19.786 dólares).


“É a primeira vez que o bitcoin atinge esse valor em dólares desde dezembro de 2017, mas os cenários são diferentes. Agora a situação é mais favorável para os investidores do criptoativo em relação a 2017. Na alta anterior, o dólar no Brasil estava em torno de 3,30 reais, enquanto agora o câmbio está muito mais volátil, negociado acima de 5 reais”, diz o diretor.


Além disso, segundo ele, “há um maior fluxo de capital institucional no mercado cripto, com produtos como Grayscale, e aportes como os feitos pela Microstrategy, que não ocorreram no rali anterior”.


Outro fator é que “em 2020, vemos políticas monetárias expansionistas e políticas de estímulo sem precedentes, despertando no mercado sinais de uma possível espiral inflacionária”, afirma Felix.


Baixa

Sobre a forte queda de 20% do bitcoin na última quinta-feira (26/11), ele explica que se deve à liquidação de derivativos nas corretoras. “O fim de mês é momento para estes ajustes de derivativos, o que leva ao atual cenário de correção das recentes altas”.


Futuro

“O viés positivo de alta do bitcoin a longo prazo continua. Vemos uma mudança no perfil dos compradores sobre o que tínhamos no passado. Agora quem está comprando são grandes empresas, que tendem a manter a posição no longo prazo. Cerca de 70% dos bitcoins minerados no último mês, por exemplo, foram comprados por grandes empresas como PayPal e Square”, declara Felix.


12 views0 comments

Recent Posts

See All

ABCripto recebe BitBlue como nova associada

A Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto) recebe com entusiasmo e dá as boas-vindas à BitBlue como nova associada. Alinhada aos propósitos e valores da Associação, a BitBlue contribuirá con

Nota ABCripto

A Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto) defende o livre mercado e o direito das empresas de inovar. Nos últimos anos temos conversado de maneira incansável com os órgãos reguladores justa

ABCripto aciona Bacen, MPF e CVM contra corretora Binance

A Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto) encaminhou, dia 2/3/21, denúncias ao Banco Central do Brasil (Bacen), ao Ministério Público Federal (MPF) e à Comissão de Valores Mobiliários (CVM)