Search
  • secretariaabcripto

Setor cripto movimentou R$ 26,62 bilhões no primeiro trimestre no Brasil, segunda a Receita

A Receita Federal divulgou que, no Brasil, foram movimentados cerca de R$ 26,62 bilhões em criptoativos no primeiro trimestre de 2020, sendo:


· R$ 7,031 bilhões em janeiro,

· R$ 10,765 bilhões em fevereiro,

· R$ 8,824 bilhões em março.


A RF revela separadamente os valores transacionados em Bitcoin, Ripple, Ethereum, Litecoin, Bitcoin Cash, Dash e outros ativos digitais. Informa também as quantidades de operações e os tipos de declaração, além de detalhar a metodologia utilizada e passar instruções sobre como usar os dados.


“A iniciativa da Receita Federal de informar os números e abrir a metodologia dos dados dão mais transparência e clareza ao setor, beneficiando todos os atores participantes do ecossistema: empresas, investidores, poder público, reguladores. Dará mais impulso a um setor que já vem crescendo e ganhando relevância para a economia nacional”, comenta Safiri Felix, diretor-executivo da Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto).


As informações e o detalhamento sobre os meses anteriores também estão contemplados no material da RF, começando por agosto de 2018, quando pessoas físicas, jurídicas e corretoras que fazem operações com ativos digitais passaram a prestar informações à Receita Federal, conforme determina a Instrução Normativa 1.888/RF.


“Os principais ativos digitais, como o bitcoin, iniciaram 2020 em alta, na esteira de um desempenho bastante forte em 2019. Meses depois, em um primeiro momento na pandemia, os criptoativos sofreram perdas - como todos os ativos de risco. Mas o mercado mostrou pujança e já recuperou os patamares de preço de janeiro”, analisa Felix.


Para ele, a perspectiva para os próximos meses é de “continuidade desse movimento de alta, na medida que os investidores busquem instrumentos de diversificação para se contraporem aos riscos colocados com o excesso de liquidez circulando”.

6 views

Recent Posts

See All